Prefeituras do Alto Acre decidem se ajustar à faixa vermelha do Pacto Acre sem Covid


O Prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos, esteve na cidade de Brasiléia, para debater medidas de ajustes entre os municípios do alto acre em decorrência da regressão para faixa vermelha (emergência) do Pacto Acre Sem Covid. Os quatro municípios que compõem a regional do Alto Acre (Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri) decidiram se ajustar às restrições sanitárias impostas pelo nível de risco a que foram reclassificados pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.


Em reuniões realizadas nos últimos dois dias em Epitaciolândia e Brasiléia, com a participação do Ministério Público do Acre (MP-AC), Polícia Militar e Secretarias Municipais de Saúde, os gestores municipais resolveram suspender imediatamente as atividades consideradas não essenciais.


“Lamentavelmente, estamos na bandeira vermelha, o que significa que só poderão funcionar serviços essenciais. Estamos perdendo vidas, as aglomerações estão grandes em bares, restaurantes e mercados e, por isso, vamos tomar todas as medidas sanitárias previstas”, disse a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem.


“Não temos vacina suficiente para atender toda a população. Em Xapuri chegaram apenas 100 doses, o que deu somente para profissionais de saúde e alguns idosos. Não é simples resolver uma situação dessa sem a tomada das medidas necessárias”, afirmou o prefeito de Xapuri, Ubiracy Vasconcelos.

“Ontem perdemos duas pessoas, um membro de nossa equipe, então precisamos estar unidos para vencer essa pandemia. Temos 22 óbitos e precisamos sair da bandeira vermelha, mas a responsabilidade não é apenas dos prefeitos”, enfatizou o vice-prefeito de Epitaciolândia, Antônio Soares.


Os relatos dos prefeitos denunciam a situação do atendimento de saúde nos quatro municípios, que se agrava a cada dia com o aumento de uma demanda que tem sido ainda mais ampliada por conta da elevação dos casos de dengue, causando superlotação das unidades hospitalares e a sobrecarga dos profissionais.


Em toda a regional, já são mais de 5.500 casos confirmados de Covid-19. Pelos dados oficiais da Secretaria de Estado de Saúde (Boletim Sesacre), Assis Brasil tem 836 casos e 9 mortes; Brasiléia 1.578 casos e 24 mortes; Epitaciolândia 759 casos e 20 mortes; e Xapuri 2.210 casos e 14 mortes.


Todavia, se forem contabilizados os dados mais recentes das secretarias municipais, que não são atualizados de maneira imediata pelo processamento da Vigilância em Saúde da Sesacre, os números de casos positivos e de óbitos por Covid-19 registrados no Alto Acre já são muito superiores.


Apenas em Xapuri, foram confirmados mais três óbitos, nas últimas 24 horas, de pacientes que haviam testado positivo para o novo coronavírus. Duas das mortes ocorreram em casa e outra no hospital Epaminondas Jácome. O município também teve um aumento considerável no número de novas hospitalizações.