top of page
  • Foto do escritorPrefeitura de Xapuri

Xapuri avança na saúde e melhora indicadores de desempenho do programa Previne Brasil

Xapuri melhora indicadores de desempenhos em saúde no Programa Previne Brasil, avalia Ministério da Saúde


Nesta sexta-feira, 7, o Ministério da Saúde (MS) divulgou o resultado do 2º Quadrimestre do Programa Previne Brasil, e Xapuri avançou com melhorias significativas nos indicadores.


A equipe da Semusa, técnicos e equipes de saúde comemoram os resultados e destacaram que Xapuri vem se tornando um exemplo na saúde para o Acre, com resultados em várias áreas, como Previne Brasil, Telemedicina e outras.


O Previne Brasil que é o “novo modelo de financiamento altera algumas formas de repasse das transferências para os municípios, que passam a ser distribuídas com base em quatro critérios: capitação ponderada, pagamento por desempenho, incentivo para ações estratégicas e Incentivo financeiro com base em critério populacional.


A proposta tem como princípio a estruturação de um modelo de financiamento focado em aumentar o acesso das pessoas aos serviços da Atenção Primária e o vínculo entre população e equipe, com base em mecanismos que induzem à responsabilização dos gestores e dos profissionais pelas pessoas que assistem.”


Cada município é avaliado no pagamento por desempenho em 7 indicadores que avaliam. O município de Xapuri avançou e no Acre ficou em primeiro em 2 indicadores que foram Proporção de gestantes com pelo menos 6 (seis) consultas pré-natal realizadas, sendo a 1ª (primeira) até a 12ª (décima segunda) semana de gestação e Proporção de crianças de 1 (um) ano de idade vacinadas na APS contra Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite B, infecções causadas por haemophilus influenzae tipo b e Poliomielite inativada, e em segundo no indicador Proporção de gestantes com realização de exames para sífilis e HIV.


No indicador Consultas Odontológicas em Gestantes, o município avançou de 9% para 38%, e Consultas em Pacientes Hipertensos e Diabéticos, com aferição de Pressão Arterial e Solicitação de Exames respectivamente foi de 5% para 18 e 19%, o município aumentou em mais de 100% suas notas se comparando aos quadrimestres de anos anteriores.


Na capitação ponderada que se refere aos cadastros o Munícipio avançou de 14 mil para mais de 18 mil nos últimos anos, isso se dá aos cadastros dos ACS e a redistribuição feita pela SEMUSA. Os feitos são comemorados pela gestão Bira Vasconcelos, que muito tem se esforçado em capacitar e atualizar seus profissionais. "Prova essa que desde janeiro as equipes técnicas se reúnem rotineiramente por unidade ou por categoria de equipes para traçarem estratégias" disse o secretário Wagner Menezes.


A Semusa reconhece os esforços de cada profissional que abraçaram o programa Previne Brasil e seguiram as orientações realizando busca ativa, orientações, lançamentos de produção nos sistemas, reuniões, planejamentos, agendamentos, um trabalho literalmente realizado em equipes.


A Secretaria ressalta as dificuldades para atingir os indicadores tendo em vista os critérios extremamente técnicos como por exemplo a necessidade de cada paciente hipertenso passe por pelos uma consulta a cada semestre e uma aferição de Pressão Arterial, bem como as gestantes devem iniciar o pré-natal em até 12 de gestação e fazer no mínimo 6 consultas.


Por fim, o titular da Semusa explica que para atingir o exame citopatologico (PCCU), precisa do apoio das mulheres e faz o pedido. "Toda mulher maior de 25 anos deve realizar a coleta do preventivo a cada 3 anos, além de ser indicador de saúde é prevenção ao câncer de colo do útero" pontou. Nesse indicador o município foi de 9 para 15%, mas ainda é necessário sensibilização da população, para seguir avançando, e acredita que nos próximos quadrimestres, ultimo de 2022 e em 2023, os números avançarão cada vez mais.

Comments


bottom of page