top of page
  • Foto do escritorPrefeitura de Xapuri

3ª idade: Servidores da saúde de Xapuri participam de oficina de Gerontologia no Alto Acre

Servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Xapuri e demais profissionais da regional de Saúde do Alto Acre, participaram da Oficina DGero Brasil promovida pelo Ministério da Saúde em parceria com a Sesacre e Ufscar, para discutir e qualificar os atendimentos de saúde a pessoa idosa.



A oficina foi aberta para os 22 (vinte e dois) municípios do estado, e durante dois dias, os profissionais irão multiplicar as informações aos demais profissionais e formularão diagnóstico situacional e soluções para a área.


O Acre é o primeiro estado da Região Norte a sediar o evento que vai acontecer nas 27 unidades da Federação do Brasil.


De acordo com os servidores da prefeitura de Xapuri, a oficina visa a qualificação da atenção ofertada às pessoas idosas por meio da ampliação do cadastramento e implementação da avaliação multidimensional com consequente desenvolvimento de plano de cuidados individual para manejo das condições de saúde e do declínio da capacidade intrínseca e funcional da pessoa idosa na Atenção Primária a Saúde (APS).



Sobre o programa


O DGERO Brasil é um Projeto de Extensão, fruto de uma parceria entre o Departamento de Gerontologia da UFSCar e o Ministério da Saúde, formalizado por meio de um Termo de Execução Descentralizado (TED).


Desde sua criação em 2006 pelo Ministério da Saúde, a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa (CSPI) tem demonstrado ser uma importante ferramenta de identificação de situações de riscos potenciais para a saúde da pessoa idosa. A CSPI configura-se como uma importante estratégia para contribuir com o empoderamento das pessoas idosas na medida em que elas passam a ter informações e registros atualizados sobre sua situação de saúde, medicamentos em uso, agravos e tratamentos realizados, entre outros aspectos, incentivando-os para que participem ativamente do seu cuidado, potencializando um instrumento de gestão a nível individual para a pessoa idosa, as equipes de Atenção Primária à Saúde (APS) e os gestores.


Recentemente, a COPID por meio da parceria com ICICT/Fiocruz realizou pesquisa de avaliação sobre a implementação da CSPI nos municípios que aderiram e receberam esse instrumento em 2015 e 2016. Os resultados dessa pesquisa mostraram que grande parte dos gestores e profissionais da APS não possuem dificuldades na aplicação da caderneta, mas sim na compreensão da utilidade no cuidado às pessoas idosas e da importância das informações obtidas por meio desse instrumento.


Nesse sentido, esse projeto de Termo de Execução Descentralizada (TED) propõe apoio técnico que tem como público-alvo gestores estaduais e municipais da Atenção Primária à Saúde (APS) e técnicos de referência que atuam na gestão da cuja atenção primária à saúde da pessoa idosa. Visa a qualificação da atenção ofertada às pessoas idosas por meio da ampliação do cadastramento e implementação da avaliação multidimensional com consequente desenvolvimento de plano de cuidados individual para manejo das condições de saúde e do declínio da capacidade intrínseca e funcional da pessoa idosa na APS. O projeto “Qualificação da atenção ofertada às pessoas idosas na atenção primária à saúde” será executado com acompanhamento da COPID/DECIV/SAPS/MS.

Comments


bottom of page